Compartilhando os Fatos

Jogador capixaba que atuou no Atlético-MG morre de câncer aos 29 anos

O ex-jogador Raphael Aguiar, conhecido como ‘Cicinho’, de Divino de São Lourenço, morreu na madrugada desta quarta-feira (24), no Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte, em decorrência de um câncer ósseo no joelho esquerdo. Formado nas categorias de base do Atlético-MG, o ex-atacante lutava contra a doença desde 2015.

Em 2008, Cicinho disputou o Campeonato Brasileiro pelo Atlético-MG. Sob o comando do técnico Marcelo Oliveira, ele foi titular em várias partidas do Galo naquele ano, e no ano seguinte foi emprestado ao Tombense, também de Minas Gerais. O jogador capixaba teve passagens também pelo Tupi, de Juiz de Fora. Macaé, do Rio de Janeiro; Guarani, de Campinas; Villa Nova e Valério.

Ao ser diagnosticado com a doença, o atleta iniciou a quimioterapia, e meses depois chegou a ser submetido a uma cirurgia para a retirada do tumor. Ele precisou substituir o osso do joelho por uma prótese, e desde então foi afastado dos gramados.

O corpo do ex-atleta será velado até às 16h, no Cemitério Bosque da Esperança, em Belo Horizonte e, depois segue para o Espírito Santo. O sepultamento será nesta quinta-feira (25), em Divino de São Lourenço, na região do Caparaó.

Comentários

Comentários

Comentários estão fechados.